5 lições de liderança que você pode aprender jogando voleibol

ArtigosComportamento

jan 14, 2016

0

Segundo uma reportagem publicada no site Inc., o voleibol pode ensinar uma série de lições que são aplicáveis ​​à vida, dentro e fora da quadra. O voleibol é um jogo incrível com toques de pequenas sutilezas que o tornam realmente agradável de assistir, especialmente quando você sabe o que está acontecendo. A gerente de produtos da marca Quora, Ellyn Lee – que jogou vôlei por toda a vida – elaborou alguns itens do esporte que devem ser aplicados na liderança no mundo dos negócios. Acompanhe:

  1. Comunicar-se uma maneira útil
    Como em qualquer esporte de equipe, a comunicação é fundamental. Os jogadores em um campo de voleibol são relativamente próximos uns dos outros (somente com pessoas de sua equipe) e são capazes de se comunicar de forma rápida e eficiente. Isso inclui coisas como ajudar rebatedores na primeira fila, oscilar em direção a um ponto vazio ou alertando um bloqueador de que há uma bola vindo.  Além disso, você só tem 3 tentativas para obter a bola e é extremamente importante comunicar que está a recebendo. Alguns dos piores prejuízos pontuais são aquelas em que a bola cai e ninguém vai para ela, porque todo mundo pensa que “alguém está indo pegá-la”. Com boa comunicação, você sabe o que todo mundo na quadra é e o que estão fazendo.
  1. Tomar decisões estratégicas rapidamente
    O voleibol é um jogo muito, muito rápido. Ao ensinar, nós sempre dizemos aos alunos para se certificar de que eles estejam em uma “posição de pronto” (ou seja, se os seus joelhos estão ligeiramente flexionados, eles estão na ponta dos seus pés e as mãos um pouco à frente). Isso porque, se você não está na posição correta, em fração de segundos, pode perder uma passagem. Como uma líder, meu trabalho é ter certeza de que os passos são feitos e nosso ataque está sendo executado. É impossível, para mim, decidir antes do jogo cada jogada que vou fazer. O jogo varia muito e você tem que ser capaz de tomar uma decisão rápida sobre onde colocar a bola. Mas, é claro, o momento mais crucial é quando você tem um mau passe e preciso transformá-lo em algo bom.
  1. Confiança e destacar os pontos fortes de seus companheiros de equipe
    O voleibol é um jogo onde o reconhecimento e confiança nas habilidades de seus companheiros de equipe é essencial. Você precisa ser capaz de confiar que todo mundo tem boas habilidades e, em caso de emergência,  intensificar a ajuda. Você precisa encontrar maneiras de incentivá-los a ter confiança, e prepará-los para ter sucesso. Eu vi alguns jogadores se frustrando com alguém que está tendo um dia ruim e, em vez de ajudá-los ou dar incentivo, eles vão jogar na frente deles ou tentar “escondê-los” no jogo. Por mais que a intenção seja ajudar, você corre o risco de irritar seus companheiros e causar confusão.
    Em vez disso, é importante encontrar o equilíbrio entre confiar neles e ajudá-los quando estão em uma situação difícil. Você começa a reconhecer o quão importante as competências de cada um são e como as diferentes partes se encaixam. Isso se traduz em um local de trabalho, também! Abandonar um pouco desse controle pode ser difícil para os líderes e gestores, mas é uma habilidade importante para o sucesso e moral da equipe.
  1. Jogar quando você está para baixo
    Voleibol ensina determinação e tenacidade. Eu estive em equipes que afundaram o seu próprio navio, mesmo quando estavam à frente. Você começa a perder um par de pontos e, de repente, o jogo está perdido. Isso pode ser completamente desmoralizante ou você pode pedir um tempo para reunião com sua equipe e trabalhar com isso. A diferença entre as mais e menos agradáveis ​​equipes que eu joguei não tem sido a forma como a equipe joga quando eles estão ganhando. Ganhar ou perder, os jogos são muito mais divertidos quando todo mundo está trabalhando e indo para a bola. Ser o capitão de um time de vôlei ensina a respeito de momentos como este e como reunir a equipe, mesmo se você está preocupado ou com medo. Eu aprendi muito sobre a colocação de sucesso de minha equipe antes do meu próprio medo de ser uma capitã de vôlei.
  1. Aceitar seus erros
    Ninguém gosta de jogar com alguém que pensa que eles são perfeitos. Isto é verdade na vida real também! Jogar um esporte de equipe ensina como trabalhar com outras pessoas. Quando você cometer um erro na quadra, você tem de confessar e dizer algo como “Eu vou buscá-la na próxima vez” em vez de culpar a bola, o árbitro, as luzes, ou qualquer outra coisa. Isso acontece fora de quadra também! Se algo que eu faço não dá certo no trabalho, não é útil para mim, procurar alguém para culpar ou culpar a tecnologia ou os meus colegas de trabalho. Em vez disso, eu sinto que eu ganhei mais respeito de meus colegas de trabalho e companheiros de equipe por estar disposto a reconhecer quando algo não é perfeito e oferecer uma solução para tornar as coisas melhores.

tag: dicas, equipe em quadra, equipe unida, jogo da liderança, lideranca, voleibol,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.