Acquazero: 300 ml que renderam 220 franquias!

Entrevistas

set 13, 2015

0




(Entrevista exclusiva A Magia do Mundo dos Negócios, dúvidas, criticas e sugestões – ceo@amagiadomundodosnegocios.com.br)

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o Brasil tem hoje, em média, 1 automóvel para cada 4 habitantes e uma das maiores frotas do mundo, com mais de 45 milhões de carros. Certamente, esses carros precisam ser lavados e foi para investir nessa área, que Marcos Mendes abandonou a tecnologia da informação em 2009, para fundar a Acquazero, que oferece uma solução sustentável para a limpeza automotiva – como ele faz questão de chamar – limpando um carro com apenas 1% do que é gasto na lavagem convencional. Confira a entrevista dele para A Magia do Mundo dos Negócios:

 

Qual a sua formação e como ela te ajudou na formatação do negócio?
Sou formando em análise de sistema e tenho mais de 30 certificações na área de TI, as mais importantes são: Engenheiro de sistemas Microsoft (MCSE) em Windows Server NT, 2000, 2003 e 2008; CCNA e CCNP Cisco; Engenheiro de sistema VMWare; Engenheiro de sistemas de Servidores, Blades e Storages HP e IBM. Embora minha formação tenha sido na área de TI, isso me ajudou muito para conseguir alavancar a AcquaZero. Tenho uma concepção que a matéria de lógica de programação deveria fazer parte do curriculum de diversos cursos universitários, pois isso me deu raciocino lógico para resolver muitas situações do cotidiano da minha empresa.

 

Como foi passar de um lava-rápido para um negócio com 220 franquias em todo o Brasil, em 6 anos?

Para explicar como foi o início da AcquaZero, temos que voltar para o ano de 2007, quando eu tinha uma emprego CLT na IBM e abri um lava-rápido (com água) para compor renda. No mesmo ano achei melhor fechá-lo, pois devido a minha falta de tempo, ele estava sendo administrado pelos funcionários e não estava sendo muito rentável. Em 2009 decidi deixar de trabalhar na área de TI. Como eu só atendida missão crítica, minhas janelas de trabalho eram somente de madrugada e aos finais de semana. Eu estava vivendo praticamente para o trabalho, não tinha tempo para cuidar da família e nem vida social. Fiz um acordo com meu gestor e quando consegui me desligar da IBM, comecei a pesquisar onde eu iria investir. A única coisa que eu tinha certeza, é que não iria mais voltar para a tecnológica. Nessa época, notei uma forte tendência em coisas com o apelo ecológico e eu tinha certeza que, mais cedo ou mais tarde, esse problema hídrico iria acontecer, além disso, o franchising no Brasil estava cada vez mais forte. Foi ai que decidi retomar aquele projeto de limpeza automotiva, só que no formato ecológico.


Quando você teve a ideia, o que veio primeiro à sua mente: a) Preciso de um negócio para me sustentar e quero contribuir para o meio ambiente ou b) quero contribuir com o meio ambiente e vou buscar uma ideia que me sustente?
Preciso de um negócio para me sustentar e quero contribuir para o meio ambiente.


Você poderia explicar, resumidamente, como funciona esse processo de limpeza? E qual o custo?
Nosso produto é composto de cera de carnaúba e teflon. Não causa nenhum dano ao automóvel, mesmo nos casos de sujeira pesada (barro, lama, areia). O produto cria uma camada protetora no verniz do carro que servirá como um protetor. A carnaúba serve para proteger o carro contra raios UVs, males do tempo e faz com que o brilho se intensifique no verniz do carro. O teflon serve para proteger o carro de possíveis micro riscos devido ao atrito do pano com o verniz. Como utilizamos flanela de microfibra para realizar a limpeza, a qual é menos abrasiva do que o saco alvejado (utilizando na lavagem convencional), não existe nenhum risco de danificar o carro. Leva-se, em média, 30 minutos para limpar um caro e utiliza-se em torno de 300 ml de produto, que é desenvolvido em parceria com uma indústria química, mas levamos anos para chegar na fórmula que temos hoje. Quanto ao preço, cobramos em média 35 reais para um carro pequeno.


Você consegue mensurar a economia de água que o seu negócio gera?
Em uma lavagem tradicional, utiliza-se entre 300 a 900 litros de água. Já com a limpeza ecológica, consumo é em torno de 300 ml de produto.


No ano passado (2014), a cidade de São Paulo experimentou uma das mais severas crises hídricas. Isso aumentou a demanda das franquias Acquazero dessa região?
Sim, costumo dizer que 2014 foi o ano que consolidamos definitivamente a limpeza ecológica no Brasil. Tivemos aumento demanda de venda de franquias na casa dos 50% e na procura pelos nossos serviços, o aumento foi de mais ou menos 30%.

 

Pela má gestão pública dos recursos hídricos, as cidades brasileiras ainda sofrerão muito com a falta de água. Diante deste cenário, quais os próximos passos?
Não tenho a menor dúvida disso, esse problema não será resolvido em menos de 10 anos. Os próximos passos são: conscientizar a população que devemos poupar água em todos os sentidos (banho, limpeza doméstica, limpeza do carro etc) e incentivar a pesquisa para encontramos uma forma mais barata para dessalinizar a água do mar.

 

Colaboradora Local – Jornalista responsável pela entrevista
Beatriz Vital é natural de Tietê (SP) e tem 22 anos. Graduanda em Jornalismo pela Unesp Bauru, produtora da Rádio Auri Verde, membro mentora da Viking Network, empreendedora e apaixonada pelo mundo dos negócios.

 

 


Conselho Editorial
André Bianchi – Sócio, CEO A Magia do Mundo dos Negócios
Linkedin: br.linkedin.com/in/andrebianchi10

 

 

kit

tag: entrevista Acquazero,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.