Addi recebe R$ 350 milhões para ampliar acesso a compras parceladas no Brasil

A Addi, fintech colombiana, oferece para o varejo físico e digital um modelo de parcelamento de compras sem juros que não precisa de cartão de crédito

Addi recebe R$ 350 milhões para ampliar acesso a compras parceladas no Brasil
Santiago Suarez, Daniel Vallejo e Elmer Ortega, fundadores da ADDI

No Brasil, a prática de lojas de crédito ao consumidor existe há décadas e um dos primeiros exemplos são brochuras e cartões de crédito. No entanto, para a fintech colombiana, o problema das empresas que concedem esse pagamento é que sempre consideram o lucro no curto prazo.

A Addi acredita que apresentar aumento nas vendas ao lojista e reduzir o índice de consumo dos consumidores no longo prazo é uma forma de ganhar atenção de longo prazo e lucros mais sustentáveis. A Fintech entrou no mercado brasileiro há dois meses para atender empresas de varejo online como Nuvemshop e VTEX.

Além disso, a ideia de usar um algoritmo de precificação de risco proprietário para mediar o crédito entre comerciantes e consumidores atraiu novos investidores. Um exemplo, são os fundos por trás do desenvolvimento de Union Square, Coinbase, Duolingo, Lending Club, Twitter e Zynga.

A Addi recebeu 350 milhões de reais em um financiamento da Série B liderado pela Union Square e foi acompanhada por investidores das rodadas anteriores.

Addi

A Addi foi fundada no final de 2018 pelos empresários Daniel Vallejo, Elmer Ortega e Santiago Suarez. Vallejo tem experiência em private equity e também trabalhou para a McKinsey & Company. Ortega é o diretor técnico de um fundo de hedge. Finalmente, Suarez trabalhou para empresas como Lending Club e J.P. Morgan.

Além disso, hoje, com 200 empresas clientes na Colômbia e mais de 100 mil usuários cadastrados, a empresa anunciou que concluiu o financiamento Série B. Os 350 milhões de reais (65 milhões de dólares) serão utilizados para investir em todo o mercado brasileiro. Nos últimos seis meses, a empresa foi criada sem um lançamento oficial e já conquistou cerca de 50 clientes e 5.000 usuários cadastrados.

“Não poderíamos estar mais entusiasmados com a parceria com a equipe da ADDI. A empresa não está apenas ampliando o acesso do consumidor ao crédito no ponto de venda, mas permitindo, de maneira única, que os comerciantes latino-americanos ampliem seus negócios de e-commerce, oferecendo aos seus clientes opções de pagamento convenientes que liberam capital e aumentam as vendas.”

diz, em nota, John Buttrick, sócio geral da Union Square Ventures.

Ademais, para Monashees, que acompanhou as operações da Addi desde o início, a capacidade da empresa de se reinventar e se desenvolver durante a pandemia é um dos principais fatores que impulsionam novos investimentos.

LEIA TAMBÉM: Instagram lança métricas para Reels e transmissões ao vivo

tag: Addi, fintech, fintech colombiana, parcelamento, parcelamento sem cartão de crédito,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.