Apesar de crise, mercado de luxo continua em alta

Apesar da crise econômica que afeta o comércio atacadista do país, o mercado de luxo brasileiro não para de crescer. A prova disso é que o Fashionroom, único e maior showroom da América Latina com grifes premium nacionais e internacionais, promete fechar 2016 com um faturamento 40% a mais em relação a 2015 que foi de R$ 50 milhões. Vale lembrar que no ano passado, enquanto o comércio apresentava uma queda atrás da outra, o segmento de luxo cresceu de 11% a 13%, segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Luxo (Abrael).

Dono de Showroom acredita que alta do dóar tenha impulsionado mercado. (Divulgação)

Dono de Showroom acredita que alta do dóar tenha impulsionado mercado. (Divulgação)

Comandado pelos sócios Márcia Angélica e Daniel Spiero, o espaço está localizado no badalado bairro dos Jardins, conhecido por seu comércio de alta moda, e reúne marcas renomadas como Amir Slama, Nadia Nuek, Mos, Princess, Scarf Me e Sub. Recentemente, abriu as portas de sua filial, no Itaim Bibi, direcionado à moda resort.

De acordo com o diretor comercial do Fashionroom, Xavier Neto, o crescimento se deve à alta do dólar que fez com que as pessoas procurassem alternativas aos produtos importados que antes só eram comprados em viagens ao exterior, sem abrir mão do luxo e nem precisar sair do país. “Com a alta do dólar, tivemos a oportunidade de mostrar ao público brasileiro que nossas marcas de alto padrão são tão boas quanto às grifes internacionais, seguem as principais tendências, porém são pagas em reais”, conclui o executivo.

tag: alta no luxo, artigos de luxo, crescimento de mercado de luxo, mercado de luxo, showroom, venda de luxo,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.