Banco do Brasil: Programa de desligamento teve adesão de 5,5 mil funcionários

Banco do Brasil irá informar os impactos financeiros da adesão nas apresentações de resultado do 4º trimestre de 2020

Banco do Brasil: Programa de desligamento teve adesão de 5,5 mil funcionários
Foto: Sérgio Lima. Brasília, 17-06-2017

Na segunda-feira (8/2), o Banco do Brasil por meio de comunicado ao mercado, a adesão de 5.533 funcionários aos programas de desligamento voluntário da empresa. A indenização chegará a até R$ 450 mil.

Em janeiro, O Banco do Brasil comunicou a realização do desligamento voluntário. Essa ação ocorreria por meio do Programa de Adequação de Quadros (PAQ) e pelo Programa de Desligamento Extraordinário (PDE).

Assim, a instituição havia estimado que cerca de cinco mil funcionários se candidatariam. No entanto, desse total, 4.093 (74%) deixaram a instituição financeira para se aposentarem. Além disso, os outros 5% podem se aposentar em até três anos.

Nesses casos, a instituição incluiu nas verbas rescisórias o valor referente ao pagamento das contribuições patronais para a Cassi, que administra os planos de saúde do BB, e para a Previ, o fundo de pensão dos empregados da instituição.

No fim de setembro, 92,1 mil funcionários integravam o quadro da instituição.

Além disso, o Banco do Brasil disse que o objetivo é “otimizar a distribuição da força de trabalho, equacionando as situações de vagas e excessos nas unidades do banco”.

A instituição também informou ao mercado o fechamento de 112 agências como parte de seu plano de reorganização para ganhos de eficiência operacional. A economia líquida anual estimada com o plano é de R$ 353 milhões em 2021 e de R$ 2,7 bilhões até 2025.

Leia também: Bradesco: Fatores para maior lucro trimestral da história

tag: banco do brasil, bb, financeiro, impactos financeiros, programa de desligamento,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.