Brasileira lança rede social de economia colaborativa, em que todo trabalho tem o mesmo valor

Uma jovem fora do comum foi destaque em reportagem da revista Época neste mês. Aos 25 anos, Lorrana Scarpioni  é criadora da Bliive, uma rede social de economia colaborativa, em que todos os serviços têm o mesmo valor.

Funciona da seguinte forma, você oferece uma experiência, por exemplo, uma aula de guitarra durante uma hora. Pela hora oferecida você recebe um TimeMoney, a moeda de troca da rede. Depois você pode trocar seu TimeMoney pelo que quiser, qualquer serviço que tenha interesse.

O capital inicial é de 24 horas e entrando você já pode comprar e vender trabalho, lembrando que aqui, tanto um professor de inglês, quanto um contador de histórias ganha o mesmo valor. “As pessoas não entendem o valor que têm, o quanto têm para compartilhar ou quanto podem oferecer à vida dos outros”, disse à revista.

Segundo a reportagem, Lorrana teve a ideia após assistir documentários de economia colaborativa e, aos 20 anos, estudando Direito e Relações Públicas no Paraná, decidiu valorizar as experiências, ao invés do consumo. Em 2014, ela conseguiu uma bolsa no Reino Unido, onde estudou por um ano. Depois, a Universidade de Stanford lhe concedeu um mês de estudos. Depois, o prêmio do concurso Jovens Inspiradores também lhe deu outra bolsa. O resultado? o Instituto de Tecnologia de Massachusetts a escolheu como um dos dez brasileiros mais inovadores do mundo, abaixo de 35 anos.

Hoje, mais de 120 mil pessoas, de 122 países usam sua rede social e agradecem pelas experiências adquiridas no Bliive, que anuncia mais de 123 mil horas em experiências.

Veja como o Bliive funciona:

tag: bliive, Lorrana Scarpioni, rede social de compartilhamento de experiencias, rede social de economia colaborativa,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.