Burger King e Vinci Partners querem comprar o Outback Brasil

Mercado

jan 10, 2020

0

Começou a disputa pelo controle do Outback Brasil. A empresa Vinci Partners e o Burger King entraram na disputa para comprar os direitos de operação da rede de no país. De acordo com o jornal Valor Econômico, as negociações estão em fase inicial.

A Bloomin’ Brands havia contratado o Bank of America Securities (BofA) para buscar possíveis interessados nas operações e nas estratégias para a marca. Com isso, a dona da Frango Assado, a International Meal Company (IMC) tinha mostrado interesse.

Outro detalhe é que a Bloomin’ Brands quer receber a compra apenas em dinheiro.

A empresa que controla o Outback no Brasil mandou uma nota ao InfoMoney confirmando que contratou o Bank of America Securities (BofA), mas não deu mais informações sobre.

“Reiteramos que em 6 de novembro de 2019, o CEO da Bloomin’ Brands, David Deno, anunciou que contratou o BofA Securities, Inc. para analisar diversas possibilidades, opções estratégicas e alternativas para gerar valor ainda maior para as ações das marcas do grupo globalmente”, afirma a empresa em nota.

Ainda de acordo com a nota, “a Bloomin’ Brands informa que verifica cada uma das sugestões estrategicamente com o objetivo de maximizar retorno para seus acionistas. A Companhia reforça a importância da operação no Brasil e informa que o plano de expansão local de suas marcas já está confirmado com um forte crescimento de cerca de 12% no número de unidades em 2020”.

A rede que controla o Burger King no Brasil, a Restaurant Brands International (RBI), já deu aval para iniciar as negociações e os primeiros contratos. Por parte da Vinci Partners, a empresa detêm 7,7% das operações do BK Brasil e, por conta disso, pode ter recursos suficientes para adquirir o Outback.

LEIA TAMBÉM:

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.