Como aumentar vendas no meu e-commerce?- Por Netto Cambiaghi

Crise? Que crise? A crise econômica é um assunto recorrente entre sócios, empresários de pequenas, médias e grandes empresas no Brasil. Ouvimos muito, sentimos muito, estudamos pouco e agimos sem pensar. Logo, desesperamos, choramos e colocamos a culpa no governo. Sem tirar os méritos governamentais desta tendência negativa, cá entre nós, na maioria das vezes, o culpado é o próprio empresário.

O Google produziu um relatório demonstrando a importância do marketing digital para os EUA superar a crise que iniciou em 2008, mapeando dados de atividade econômica do país na internet, onde apresentou a movimentação de 131 bilhões de dólares em 2014. Os postos de trabalho e as receitas de pequenas e médias empresas, na maioria com atividades de exportação, foram duas vezes maiores e tiveram sua receita duplicada através das atividades digitais (e-commerce, mídias sociais, e-mail marketing, links patrocinados, etc.).

Por conta disso, separei algumas dicas para você implementar agora mesmo em sua loja virtual e colher resultados. Vamos lá?

1) Tenha um blog vinculado ao seu e-commerce.

Os blogs serão ferramentas indispensáveis para converter as vendas das lojas virtuais, principalmente aquelas do segmento de vestuário, arquitetura, decoração, beleza e tecnologia.

A ideia central é produzir conteúdos atrativos que possam responder de antemão às perguntas dos consumidores sobre determinados produtos e lançamentos.

Responda em seu blog o que as pessoas perguntam no Google. Simples assim!

Quer mais dicas? O Google sabe tudo o que estamos fazendo na internet. Para descobrir, sugiro:

Google Trends: Descubra tendências no Google. Separei um tutorial sobre como realizar esta pesquisa.

Link: http://www.agenciamestre.com/ferramentas/google-trends/


2) Foco no Resultado

Dentre as inúmeras maneiras de mensurar seus resultados, é fundamental uma análise crítica no desempenho financeiro da sua loja virtual.

Veja este exemplo, abaixo, de um cliente real da Socialtriz Marketing. Dados hipotéticos é claro, onde mostra o volume de vendas no e-commerce do cliente x inadimplentes que não realizaram o pagamento via boleto bancário.

Provamos que, existem oportunidades sendo desperdiçadas e, com isso, a nossa meta era reduzir este índice fortemente através de estratégias de marketing de relacionamento (SAC 2.0).

O que eu quero dizer com isso? Relacionamento digital. As pessoas mudam, as empresas mudam, logo, seu modo de gestão deve mudar no ambiente digital.


3) Saia do prejuízo!

Apesar do alto crescimento do setor de e-commerce no Brasil, porque 43% das lojas virtuais estão no prejuízo?

a) O comportamento do e-consumidor é diferente do comportamento dos clientes em lojas físicas.

b) Falta conhecimento. Ter loja física e loja virtual são coisas totalmente diferentes.

c) Abrir loja virtual sem planejamento e gestão é igual abrir uma loja física em um bairro distante, sem movimento e sem vendedores.

d) Investir em links patrocinados é um meio, não um fim. Você não compra bom relacionamento com as pessoas, você conquista.

Importante: A internet é um ótimo meio de driblar a crise, porém, você precisa estudar como fazer isso. Fiz uma palestra no evento da ABRADI-iSP (Associação Brasileira de Agentes Digitais) e na ABCOMM (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) sobre como investir em Marketing em Tempos de Crise. Disponibilizei no YouTube: http://materiais.socialtriz.com.br/video-form-marketing-em-tempos-de-crise


4) Planejamento financeiro é fundamental

Você tem ideia de todos os gastos necessários para abrir um E-commerce?

Não estou dizendo os custos de desenvolvimento de uma agência, muito menos de produção de conteúdo, fotos, tagueamento, etc.

Dá uma olhada neste fantástico estudo, onde mostra o custo de produção em partes.

Link: http://www.profissionaldeecommerce.com.br/quanto-se-gasta-para-abrir-uma-loja-virtual/

Portanto, na hora de calcular o preço dos seus produtos, lembre-se:

  • Estrutura online. (hospedagem, gateway de pagamento, anti-fraude, etc).

  • Fornecedores (agência, fotógrafos, produtor de conteúdo, logística, etc.)

  • Custos diversos (NFe, ICMS, Boletos, embalagens, etc.).

Netto Cambiaghi é sócio diretor na Socialtriz Marketing situada na cidade de Limeira – SP, é Diretor Regional da ABRADI-ISP (Associação Brasileira dos Agentes Digitais), palestrante e professor em cursos de MBA e Pós-Graduação em Marketing Digital.

Formado em Comunicação Social com ênfase em Publicidade e Propaganda, pela UNIMEP (Universidade Metodista de Piracicaba), Pós-Graduado em Administração de Empresas pela FGV (FundaçãoGetúlio Vargas).

Possui experiência em supervisão de marketing em empresa multinacional, atuando  no planejamento estratégico, reestruturação de departamento, análise de mercado europeu e gestão de projetos.

Vivência na coordenação de marketing digital e vendas on-line, com foco em desenvolvimento e coordenação de equipe multidisciplinares.
www.socialtriz.com.br
(19) 3039-5550
netto@socialtriz.com.br

tag: como vender pela internet, loja virtual bem sucedida, sucesso no e-commerce, vendas na internet, vender mais na internet,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.