Desafetos & Competição – Rush

Assisti recentemente Rush – No  limite da emoção, via Netflix, o filme aborda o tema Fórmula 1, referente aos pilotos: James Hunt e Niki Lauda. Vários são os pontos que me chamaram a atenção que encaixam-se diretamente no cotidiano de empreendedores e empresários, segue abaixo 07 observações que destaco:

  1. Inimigos e competidores. Trazer muitas vezes os desafetos como alguém que lhes provocarão resultados. Embora nenhum deles tenha feito algo contra o outro, desde o início, eles não se bicaram e sempre que podiam, traziam para as pistas grande competição entre si.
  2. Anti-social & sociável. É muito comum criar-se rótulos quanto as pessoas para ter sucesso tem que ser deste ou daquele jeito, porem cada uma tem sua personalidade e no filme fica muito claro as diferenças de cada um. Em ambos os casos, tiveram sucesso, 1 com gênio muito difícil, com grande dificuldade de socializar, o outro, amigo de todos, baladeiro…
  3. Persistência. Quando os 2 competidores tem chance de disputar a Fórmula 1, visto que vieram de categoria inferior, um estava bem colocado, já James pegou um carro que não estava no mesmo nível e não conseguia ter um bom desempenho, ao final do ano, Niki foi Campeão e Hunt inclusive perdeu o carro, não conseguiu patrocínio para a próxima temporada. Quase jogou a toalha, porem assim que uma oportunidade de última hora apareceu, não exitou, conseguiu convencer o proprietário da Mclaren a escolhê-lo, mesmo propenso a aceitar  outro piloto.
  4. Persuasão. Mesmo com um felling que poderia ser perigosa a corrida devido ao mal tempo, Niki convoca uma reunião da Diretoria da F1 e pilotos para por em votação o cancelamento da corrida, não soube argumentar. Diferente do James Hunt. Durante este circuito, Lauda sofreu um gravíssimo acidente, queimando parte do roso e ficando de coma para algumas semanas.
  5. Superação. Mesmo com grave acidente, tão logo foi possível retornou as pistas. Conseguiu se recuperar durante o campeonato, chegando a conquistar pontos novamente que deixou de ganhar durante seu estada no hospital.
  6. Calcular Riscos. Na última corrida da temporada, com pontos a frente de Hunt, Niki iniciou a corrida, porem desistiu poucas voltas depois, visto que estava chovendo muito e assim como o felling antes do acidente que sofrerá, entendeu que aquele momento não deveria continuar.
  7. Objetivos.   Para alguns ser campeão, ganhar dinheiro, chegar a frente, chegar primeiro pode ser o objetivo.
    Para Hunt, ter sido campeão 1 vez bastou, era seu objetivo. Aposentou-se 2 anos depois. Para Niki, continuou a correr e conseguiu mais uma vez ser campeão de outra temporada.

Achou interessante? Assista ao filme, vale a pena.

  1. André Bianchi

    André Bianchi
    Linkedin: br.linkedin.com/in/andrebianchi10
    Facebook: https://www.facebook.com/andre.bianchi.92
    CEO e Diretor de Missões Internacionais ao Vale do Silício BWi Participações (desde 2013) (www.bwiparticipacoes.com.br)
    Sócio e Conselheiro Grupo GV8 (Desde 2006) (www.gv8.com.br)
    Sócio – Diretor de Negócios A Magia do Mundo dos Negócios ( www.amagiadomundodosnegocios.com.br)

    Presidente ABRADi-ISP (2013-2015),
    Diretor Comitê Empreendedorismo ABRADi Nacional ( 2015-2016)
    Investidor: IEV Digital, Terere House, Fraternal Shop, PPt Slides e Certificadora Digital Gigatron Bauru
    Membro Banca de Investidores Acelera Startup – FIESP ( 4ª e 5ª Edição)

tag: andré bianchi, competição, meta, objetivos,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.