Descomplica compra UniAmérica e quer ser a “intrusa” no meio de grupos educacionais

Com a aquisição, a Descomplica quer multiplicar por cinco o número de alunos de graduação, atingindo 10 mil estudantes no primeiro semestre de 2022.

Descomplica compra UniAmérica e quer ser a “intrusa” no meio de grupos educacionais
Reprodução

A Descomplica anunciou nesta terça-feira (22) a aquisição da UniAmérica, centro universitário do Paraná, que tem cerca de 2 mil alunos. O valor da transação não foi divulgado.

Além disso, esta é a primeira aquisição após o investimento de 450 milhões de reais coordenado conjuntamente por Invus Opportunities e SoftBank em fevereiro deste ano.

A aquisição fortalecerá os programas de graduação e pós-graduação da Descomplica. Já que, com a transação, a empresa aumentou o número de cursos em mais de 5 vezes, saltando de quatro para 22. 

“Como professor de física, gosto da imagem do pêndulo. Primeiro captamos. Agora, é a hora da execução, com lançamento de novos cursos e crescimento exponencial”, diz Marco Fisbhen, fundador e CEO da Descomplica, ao NeoFeed.

Essa startup tem 2.000 alunos em seu programa de graduação, categoria criada há menos de um ano. Além disso, a expectativa é de que o número de alunos deva atingir 10 mil até o fim do primeiro semestre de 2022.

Dessa forma, a  Descomplica deseja seguir a mesma jornada do programa de pós-graduação, onde em menos de um ano, saltou de 3 mil para 55.000 alunos.

 “Vamos ser considerados a maior faculdade do Brasil em pouco tempo, chegando rapidamente a 1 milhão de alunos no modelo 100% digital”, afirma Fisbhen.

UniAmérica

Por meio da UniAmérica, fundada por Ryon Braga, a Decomplica agregou cursos com foco em tecnologia e engenharia, além dos cursos de gestão, contabilidade, pedagogia e recursos humanos que já ministrava.

Ademais, além dos 2.000 alunos, a Edtech também recebeu uma metodologia de ensino inovadora, baseada em projetos e com foco na empregabilidade. O plano é expandir gradativamente as aulas a distância da UniAmérica.

A aquisição da UniAmérica faz parte do plano de investimentos de 1 bilhão de reais da Descomplica para os próximos três anos. Assim, os recursos serão usados ​​para mais fusões e aquisições, novos produtos e tecnologias e produção de conteúdo educacional.

O número de funcionários gira atualmente em torno de 700 e deve chegar a 1.100 até o final de 2021-20% dos quais são professores.

Descomplica

A Descomplica nasceu em 2011 e foi fundada por Fisbhen, um professor de física que começou a lecionar aos 17 anos para complementar sua renda. A startup lançou cursos online de preparação de alunos para vestibulares, principalmente o Enem – hoje, 5 milhões de alunos acessam os conteúdos disponibilizados no modelo freemium a cada mês.

Nos últimos anos, a Decomplica ampliou a gama de seus produtos educacionais, incluindo cursos públicos e aulas de reforço no ensino médio.

Há menos de um ano, lançou a Faculdade Descomplica, que oferece cursos de graduação e pós-graduação Fisbhen disse que a área de preparação do Enem é lucrativa.

Tem 300 mil alunos pagantes no modelo B2C – empresários afirmam que também está disponível para empresas, o que faz com que esse número aumente Fisbhen disse que, embora a pandemia tenha trazido uma série de incertezas ao teste do Enem, o campo continua crescendo, mas a um ritmo mais lento.

Uma das estratégias para manter o crescimento acelerado é oferecer cursos C e D a preços competitivos. O custo anual da pós-graduação é de aproximadamente 1.000 reais

*Com informações do NeoFeed

LEIA MAIS: Magazine Luiza compra aplicativo de entrega de refeições Plus Delivery

tag: descomplica, edtech, STARTUP, startup brasileira, STARTUPS, UniAmérica,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.