Ecotag participa pela primeira vez da COLOMBIATEX com foco no mercado internacional

Evento reúne as principais empresas nos segmentos têxtil, produtos, insumos, máquinas e produtos químicos para confecção
Ecotag

A Ecotag confirmou presença na COLOMBIATEX – COLÔMBIA, uma das principais feiras da América Latina do setor têxtil, entre os dias 21 e 23 de janeiro no Medellín Colombia Plaza Mayor.

O evento é voltado para a mercado têxtil, produtos, insumos, máquinas e produtos químicos para confecção, e esta é a primeira vez que o evento conta com a participação da Ecotag e de uma startup brasileira no segmento de lacres de autenticidade.

Na Colombia o time da Ecotag tem como objetivo reforçar e ampliar sua atuação no mercado, atendendo os mais variados segmentos e diferentes perfis de clientes, para gerar mais proteção, autenticidade e empoderamento para as marcas.

A Ecotag tem quatro anos e meio no mercado, é líder no Brasil e na América Latina na produção de lacres de autenticidade e segurança para o setor têxtil, produtos que evita a falsificação e a fraude em todos os tipos de produtos.

O “carro chefe” da Ecotag são os lacres personalizados, uma solução eficiente para as empresas que precisam gerar autenticidade e proteção das ações de falsificadores e fraudadores com um diferencial no ponto de venda.

Com crescimento de 55% no faturamento em 2019, a Ecotag conquistou ao longo de sua trajetória mais de 3 mil clientes, que juntos somam mais de 166 milhões de produtos protegidos com os lacres de autenticidade. Com essa ampliação expressiva no mercado internacional a Ecotag já tem em sua carteira de clientes players importantes do cenário da moda como: Hugo Boss, Lacoste, Versace, Calvin Klein, Dolce & Gabbana, Emporio Armani, entre outros.

Focando no mercado internacional, o parque fabril da Ecotag com 1400 metros quadrados e seus mais 120 colaboradores, começam a sua expansão para atender os novos mercados em especial a Colombia e Peru.

Com um faturamento de R$ 2,5 milhões em 2016, a empresa catarinense, liderada por Júnior Souza, tem muitos planos para 2020, e espera um aumento expressivo em seu faturamento com a abertura destes novos mercados.

Com um parque fabril altamente tecnológico, a Ecotag já consumiu em 55 meses de produção, 259 toneladas de polímeros na fabricação dos lacres de autenticidade e reciclando 75% deste material, não deixando de lado a sua preocupação ambiental.

A Ecotag, sempre esteve preocupada com o combate à falsificação de produtos, e foi a primeira a produzir nacionalmente os lacres de autenticidade no sul do país, motivo de orgulho para Junior Souza e todos os seus colaboradores.

Ecotag em números

· Produtos protegidos: (+) 166 milhões

· Clientes: (+) 3000 clientes atendidos

· Faturamento: Crescimento de 55%

· 1400 m2 de área produtiva (em expansão)

· 49 empregos diretos

· 69 representantes diretos + 32 prepostos

· Consumo de 256 toneladas de polímeros em 55 meses

· 75% de todo o polímero da produção é reciclado

· Atuação no Brasil, Colômbia e Peru.

Para saber mais, acesse o site https://www.ecotag.me/ ou no Instagram @ecotag.

LEIA TAMBÉM:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *