Empiricus, empresa que ficou famosa pela Bettina, aceita ser regulada

A casa de análises pagou R$ 4,25 milhões; batalha judicial encerra com o acordo de regulação

Quem não lembra da Bettina dizendo ter transformado mil reais em um milhão em apenas três anos? A propaganda, veiculada pela casa de análises de investimentos Empiricus, teve grande repercussão devido à polêmica que a afirmação da redatora da empresa gerou. Por conta disso, a Empiricus foi multada pelo Procon, mas, ao mesmo tempo, já travava uma batalha na Justiça com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), desde 2017.

De acordo com a CVM – agência que fiscaliza o mercado de capitais brasileiro –, a casa de análises precisava de regulamentação já que atua no ramo de investimentos. Por outro lado, a Empiricus argumentava que a publicação de seus relatórios de investimentos deveria ser entendida como um exercício de liberdade de expressão.

Entretanto, agora, a Empiricus finalmente aceitou a regulamentação da autarquia, o que significa que a empresa, controlada pelo grupo Acta, deve moderar a maneira da suas propagandas e anúncios. “O entendimento vai dar mais segurança jurídica ao nosso negócio”, disse Caio Mesquita, presidente do Acta, em entrevista a EXAME.

Além disso, o acordo também prevê que os analistas das casas de investimentos do grupo sejam cadastrados por meio da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais. Para cada um dos 15 analistas cadastrados, o Acta vai pagar 50 mil reais. Também foram cobrados 3 milhões de reais em nome da Empiricus, mais 500 mil reais em nome da Inversa, que faz parte do grupo e tem atuação semelhante, à CVM. O valor de todos esses pagamentos totaliza 4,25 milhões.

LEIA TAMBÉM:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *