Empresário se destaca com franquia de açaí móvel no Sul

ArtigosEmpreendedorismo

fev 15, 2016

0

Rodrigo Queiroz – Fundador

Dizem que a ousadia é uma das características principais de um bom empreendedor. Imagine só levar um alimento tipicamente nordestino e de regiões quentes para um dos estados mais frios do Brasil? Foi o que fez o cearense Rodrigo Queiroz quando começou a vender açaí em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul (RS), em 1996.

Pouco conhecida no estado, a polpa da fruta, que é consumida gelada é a preferida dos brasileiros nos dias quentes, devido a sue alto índice nutricional e sabor único. Mas, para os gaúchos descobrirem isso, foram necessários alguns anos. “Vi uma oportunidade de negócio e não hesitei. Até então, quem conhecia o açaí eram somente as pessoas que visitavam outros lugares do País e Estados Unidos. Logo todos se apaixonaram e o açaí entrou de vez pro cardápio”, contou Queiroz.

A fruta amazônica era chamada por muitos gaúchos de “sarado” e daí o empreendedor conseguiu um nome para fortalecer sua marca, o Açaí do Sarado. Com nome e o gosto na boca do povo, Queiroz rapidamente abriu quatro pontos de vendas dentro de academias em Porto Alegre. “Mesmo as academias sendo concorrentes, me convidaram e ofereceram o ponto gratuitamente, pois trazia alunos de uma forma impressionante”, lembra o empresário.

Lilian Piovesan – Esposa e Sócia

Mas, como o sucesso do açaí foi estrondoso, a concorrência começou a explorar a venda na região e uma multinacional invadiu o mercado. Foi neste momento que Rodrigo Queiroz teve que se reinventar. “Resolvi diminuir custos e não ter mais lojas físicas, então iniciei um site com e-commerce, com tele-entrega em, no máximo, 12 horas”, explica. Através do site, que também pode ser acessado por smartphones, os consumidores podem optar por pacotes em açaís de dois sabores: banana e açaí com Whey Protein, que é o preferido dos amantes da boa forma.

Mas o empreendimento não para por aí, pois o cearense está expandindo seus negócios para o mercado de franquias móveis, que já conta com um franqueado e cinco em avaliação. “Em um primeiro momento estamos dando mais atenção aos interessados na região Sul, mas a ideia é expandir para outras regiões”, detalha.

A franquia consiste em uma van personalizada e adequada aos padrões do Açaí do Sarado e treinamento nos procedimentos de atendimento, higiene e produto. “É uma ótima oportunidade, pois não temos nenhum concorrente em unidades móveis no País. “Além disso, a burocracia para obter a licença ou alvará das prefeituras de qualquer cidade do Brasil, é simples e rápida de conseguir em função da classificação fiscal e tipo de negócio voltado ao empreendedor, que o Governo Federal, via Sebrae, incentiva a classe, facilitando seu ingresso no mercado de trabalho como microempresário”, ressalta Queiroz.

O empresário estima que o investimento inicial seja de R$ 45 mil, mas nada impede que o franqueado utilize um veículo próprio mais barato, porém, dentro dos padrões da franquia, o que reduz o custo da adaptação e entrada para R$ 5 mil somados a R$ 6 mil para capital de giro para 90 dias. O tempo estimado de retorno do investimento está entre 6 e 9 meses, com lucro integral e líquido após 12 dos 60 meses de contrato entre as partes. “No primeiro mês o faturamento poderá variar entre R$ 6 e R$ 12 mil, pois o lucro do concessionário ficará entre 50% e 150%, de acordo com os nichos de atuação do nosso franqueado. Coloco em contrato que garanto um mínimo aceitável da venda de 20 potes por dia, senão ele terá seu dinheiro de volta”, garante.

Segundo Queiroz, a principal vantagem é a mobilidade do negócio, que pode ir até seu cliente onde estiver ou até mesmo ser utilizado para distribuição do açaí em estabelecimentos comerciais na região de atuação do empresário e para tele-entregas. “Além disso, o investimento é um dos menores do mercado, oferecendo um lucro real que nenhum empreendimento tem. Há também a possibilidade do concessionário ter sua própria rede de vans e conquistar de vez sua liberdade financeira, que afinal, é o que todos queremos”, completa.

Outro ponto é a venda de qualidade de vida aos clientes. “O açaí tem dez vezes mais vitamina C do que a acerola e 20 vezes mais ferro que o feijão, sendo ideal para pessoas que tem problemas de anemia. Também propriedades antioxidantes que protegem o organismo, como o cálcio e o potássio, dentre outras vitaminas, como a B, D e E”, explica Queiroz.

Apesar da crise econômica no Brasil, Rodrigo Queiroz diz que esta é uma gigantesca oportunidade de crescimento, pois é durante este momento que empreendedores de verdade se destacam. “O agora é o tempo certo para mudar nossas vidas, saindo da zona de conforto e perdendo o medo de arriscar, pois senão nunca saberemos se dá certo ou não. Está na hora de vendermos lenço para quem está chorando, então arrisque e mude de vez sua carreira, realizando o sonho de ser seu próprio patrão”, finaliza.

Conheça mais sobre o Açaí do Sarado em: http://www.acaidosarado.com.br/

https://www.facebook.com/acaidosarado

 




tag: açaí móvel, Iniciar empresa, oportunidade de negocios,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.