Entrada agressiva do Magalu no Rio movimenta cenário do varejo no País

Os pontos físicos do Magalu são fundamentais na estratégia da empresa pois tem papel de suportar a logística e de gerar conhecimento de marca.

Entrada agressiva do Magalu no Rio movimenta cenário do varejo no País
REPRODUÇÃO

A Magalu fez uma grande estreia no Rio de Janeiro: abriu 23 lojas em um dia e deve chegar a 50 até o final deste ano, semelhante ao que a rede faz ao chegar a São Paulo há 13 anos. Naquela época, 50 lojas foram abertas no mesmo dia.

Além disso, o evento de lançamento em SP foi apresentado pelo anfitrião global Fausto Silva, o Faustão. No entanto, desta vez, Magalu chega ao Rio com a cantora Anitta e o influenciadora virtual da companhia Lu.

“O Rio de Janeiro é o segundo maior mercado do Brasil e é claro que o Magalu quer estar lá, por outro lado, esse mercado também é um dos mais complexos do Brasil para operar”

analisa Eduardo Yamashita, COO da Gouvêa Ecosystem.

Além disso, o abastecimento dessas lojas será feito por meio de um centro de distribuição de 30 mil metros quadrados e 28 pontos de cross-docking, o que garantirá agilidade na entrega.

Atualmente, 50% da entrega de Magalu é concluída em um dia.

A importância das Loja Físicas para a Magalu

Embora as vendas por meio dos canais digitais tenham aumentado durante a pandemia e respondido por dois terços do total, Yamashita enfatizou que os locais físicos desempenham um papel importante na estratégia da empresa. Uma vez que, permite o aumento de escala desde o primeiro dia de operação, equilibrando assim o estrutura de custos da empresa neste mercado.

“Os pontos físicos do Magalu são fundamentais na estratégia da empresa pois tem papel de suportar a logística de última milha dos canais digitais, além de gerar conhecimento de marca e se tornar um ponto de conexão com os consumidores”

diz.

A Magalu foi fundada em 1957 em Franca, interior de São Paulo, e atualmente opera 1.113 lojas físicas em 819 cidades de 21 estados.

A entrada no RJ acelerou a estratégia de expansão orgânica. Além disso, trouxe todos os benefícios do seu ecossistema para os clientes do RJ, como Cartão Luiza, Removal Store e Troca Multicanal.

Por combinar o estoque da loja com a entrega de comércio eletrônico, a empresa obteve vendas online mais fortes onde tem mais locais físicos.

“A chegada das lojas também irá acelerar o Parceiro Magalu no estado. Com ele, milhares de pequenos varejistas analógicos do Rio de Janeiro poderão usar a plataforma do Magalu para cadastrar seus produtos e vender online, contando com todo o apoio das lojas nesse processo, além de serviços como logística e pagamentos”

diz o diretor financeiro e de relações com os investidores, Roberto Bellissimo Rodrigues, em comunicado.

Ao contrário, a varejista carioca Casa & Video anunciou sua entrada no mercado paulista. Ela nasceu no RJ há 33 anos e planeja abrir 15 lojas nas regiões Norte, Sul, Leste, Oeste, Centro, ABC Paulista e região até o final do ano.

A estratégia da empresa é triplicar o tamanho em cinco anos (2021-2025). Os negócios paulistas deverão representar 18% do faturamento da empresa e participar desse plano de expansão. 

LEIA TAMBÉM: SoftBank lidera rodada de financiamento na Gympass; startup vale US$2,2 bi

tag: lojas de varejo, lojas fisicas, magalu, magazine luiza, pontos físicos,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.