Esta é a próxima estratégia de Flávio Augusto, após venda do Orlando City

Wiser Educação fez investimento minoritário na Conquer, escola de negócios da nova economia, com opção de compra em até 18 meses.

Esta é a próxima estratégia de Flávio Augusto, após venda do Orlando City
Reprodução

Após a venda do Orlando City Football Club, o empresário Flavio Augusto da Silva se voltou totalmente para o mercado de educação. Dessa forma, focando principalmente na Wiser Educação, uma empresa do ramo, fundada pelo empresário em 1994, que reúne marcas como Wise Up, Wise Up Online e meuSucesso.com.

Ademais, o grupo vai além dos cursos de inglês e histórias de empreendedorismo. Uma vez que, agora o soft skills são a prioridade.

Wiser Educação anunciou um investimento minoritário na Conquer, a “escola de negócios para a nova economia”. O aporte dá direito a uma opção de compra em 12 a 18 meses. O valor da transação não foi divulgado.

Em entrevista à Infomoney, Flávio Augusto e o cofundador do Conquer, Handel Favarin, falaram sobre a transformação digital da educação trazida pela Covid-19, o diálogo até o acordo de aquisição e o próximo passo em educação inteligente e conquista.

Coquer e a Educação Online

A Conquer foi fundada em 2016 por Hendel Favarin, Josef Rubin e Sidnei Junior. Segundo Favarin, o negócio nasceu da insatisfação com conteúdo, professores e métodos.

“Tínhamos aulas sobre temas que nunca usamos em nossas vidas, docentes muito teóricos e uma forma de ensinar ultrapassada. Queríamos levar conteúdos que transformassem a vida dos alunos, professores de mercado e uma metodologia que não forçasse as pessoas a tomarem café para assistirem à aula.”

Favarin em entrevista à InfoMoney

A Conquer leciona disciplinas como administração, inglês, inteligência emocional, liderança, marketing digital, negociação, oratória e vendas.

Além disso, o negócio começou em uma escola em Curitiba e cresceu para seis unidades, oferecendo treinamento corporativo para mais de 300 empresas. Entre 2016 e 2020, mais de 35 mil alunos receberam treinamento nessas áreas.

No entanto, a pandemia Covid-19 forçou a digitalização das salas de aula. O Conquer é 100% digitalizado e os cursos ao vivo e gravados estão disponíveis na plataforma online.

A adaptação foi concluída em poucas semanas, primeiro com cursos individuais e, em seguida, com acesso por assinatura a todos os cursos.
A rápida mudança valeu a pena. O Conquer alcançou 1 milhão de pessoas por meio de cursos gratuitos e pagos em 80 países.

“As unidades físicas serão reativadas no futuro para uma experiência premium, mas 95% do crescimento será por canais digitais”.

diz Favarin.

Além disso, mais de um ano depois, Conquer acumulou 30.000 alunos ativos e pagantes em sua plataforma. Dessa forma, fazendo com que o faturamento da startup educacional quase dobrou em 2020 para 35 milhões de reais.

“Esse crescimento também se deu porque as habilidades que trabalhamos tiveram uma grande procura na pandemia. Tanto lideranças quanto funcionários de base buscaram mais inteligência emocional em tempos tão estressantes, por exemplo.”

Conquer e Wiser

Uma história digital semelhante a da Conquer aconteceu na Wiser, que se tornou o ponto de conexão entre as duas empresas. A Wiser Educação cresceu de 65.000 alunos de 180 cidades para mais de 300.000 alunos de 4.000 cidades.

“A Wiser tem uma trajetória de 26 anos e é referência no mercado de educação. Temos valores compartilhados sobre o ensino e passamos pela mesma virada de chave na pandemia”, diz Favarin.

Segundo o empresário, a conversa entre Conquer e Wiser já se arrasta há vários meses.

Além disso, segundo Augusto, o contrato garante a aquisição da Wiser e cria valor para os fundadores da Conquer. Uma vez que, parte da proposta é que, após a aquisição, o fundador da Conquer passe a fazer parte do organograma dos sócios da Wiser. Em 2021, plano de conquista fatura 50 milhões de reais.

“Temos uma estrutura faseada até a aquisição. Poderíamos ter adquirido 100% da startup por um certo preço. Mas, com uma aquisição gradual, os fundadores podem criar mais riqueza para eles a cada etapa.”

A Wiser está desenhando para os próximos 12 meses, mas a startup de educação já sabe que vai lançar novos cursos e ampliar seus canais de venda.

“É a chance de tê-los conosco. Poderíamos ter criado uma solução própria, mas a qualidade do produto deles é excelente e vimos valor nos próprios empreendedores. A capacidade de virada rápida na pedagogia, na estratégia de vendas e na operação em si demonstrou a competência deles”

diz Augusto.

Próximos passos para Wiser

Com o Conquer, o número total de alunos do Wiser Educação aumentou para mais de 330 mil. A empresa planeja crescer 115% e 50% em 2021 e 2022, respectivamente.

Além disso, aquisições como Conquer são estratégicas para alcançar essas expansões. A Wiser está em negociações com 40 empresas, com o objetivo de adquirir seis ou sete novos negócios.

Pelo menos a primeira aquisição será feita com caixa próprio da empresa. Para o futuro, o fundador da Wiser Educação afirmou que a oferta pública inicial (IPO) está em cima da mesa, mas não há prazo nem pressa.

A Wiser está desenhando para os próximos 12 meses, mas a startup de educação já sabe que vai lançar novos cursos e ampliar seus canais de venda.

Com o Conquer, o número total de alunos do Wiser Educação aumentou para mais de 330 mil. A empresa planeja crescer 115% e 50% em 2021 e 2022, respectivamente.

Aquisições como Conquer são estratégicas para alcançar essas expansões. A Wiser está em negociações com 40 empresas, com o objetivo de adquirir seis ou sete novos negócios.

“Queremos ser uma plataforma multiconteúdo. Estamos olhando áreas relacionadas com boas práticas nos negócios e empregabilidade, ajudando empreendedores e funcionários”

diz Augusto.

Pelo menos a primeira aquisição será feita com caixa próprio da empresa. Para o futuro, o fundador da Wiser Educação afirmou que a oferta pública inicial (IPO) está em cima da mesa, mas não há prazo nem pressa.

“Temos várias alternativas. Podemos fazer um investimento dos sócios, uma alavancagem ou captações privadas e públicas. Fazer um IPO dentro ou fora do Brasil pode ser parte do nosso plano. Mas agora estamos focados em crescer e consolidar.”

*Com informações da InfoMoney

LEIA MAIS: Nubank cancela entrevista com Anitta após cantora ser alvo de bolsonaristas

tag: conquer, escola conquer, Flávio Augusto, Orlando City, Wiser, Wiser Educação,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.