FedEx investirá US$ 2 bilhões, principalmente em carros elétricos, para se tornar carbon-neutral até 2040

A FedEx vai gastar US $ 2 bilhões em “investimentos iniciais” para se tornar neutra em carbono até 2040

FedEx investirá US$ 2 bilhões, principalmente em carros elétricos, para se tornar carbon-neutral até 2040

A FedEx anunciou na quarta-feira (3) que vai gastar US $ 2 bilhões em “investimentos iniciais” para se tornar neutra em carbono até 2040.

A mudança ocorre no momento em que muitas das maiores montadoras do mundo também estão se comprometendo a eliminar os veículos que emitem carbono nas próximas décadas.

A FedEx afirma ser a maior companhia aérea de carga do mundo, com mais de 650 aeronaves em operação. Por isso, tem uma pegada de carbono particularmente grande, tornando sua promessa de se tornar totalmente neutra em carbono um desafio excepcionalmente grande.

O dinheiro será gasto em três áreas principais: eletrificação de veículos, energia sustentável e sequestro de carbono. Assim, a FedEx também doará US$ 100 milhões para os esforços da Universidade de Yale. Com o objetivo de desenvolver novas maneiras de obter o sequestro de carbono, que é o processo de captura e armazenamento de CO2 da atmosfera. 

Em princípio, a empresa disse que financiará pesquisas para ajudar a “compensar as emissões de gases de efeito estufa equivalentes às emissões atuais das companhias aéreas”.

Mas a maior parte dos fundos será gasta na compra de novos veículos elétricos de entrega. Assim, com objetivo de substituir a frota amplamente movida a gás da FedEx. 

A eliminação ocorrerá ao longo dos próximos anos, com a meta estabelecida de 50% das compras de veículos de coleta e entrega da FedEx Express serem elétricos até 2025. Em 2030, 100% dessas compras de veículos serão elétricos.

No entanto, o verdadeiro desafio será eliminar a emissão de carbono da operação aérea da FedEx. Enquanto a UPS é conhecida por seu serviço de entrega terrestre, a FedEx é principalmente reconhecida por seu frete expresso aéreo global. 

E embora tenha havido muito progresso no lançamento de novos veículos elétricos de entrega terrestre, o processo de eliminação de emissões da indústria de aviação tem sido muito mais lento.

FedEx no Futuro

É provavelmente por isso que o objetivo da FedEx de se tornar completamente neutro em carbono está tão distante no futuro. Montadoras globais como Volvo , Ford , General Motors e outras estabeleceram prazos semelhantes na próxima década. Mas eletrificar veículos terrestres é simples em comparação com construir uma frota de aviões não poluentes.

A FedEx opera atualmente 118 caminhões totalmente elétricos e 364 caminhões híbridos comerciais, diz a empresa. Isso é uma pequena fração dos 43.000 veículos motorizados que a empresa opera atualmente.

A empresa afirma que também buscará eliminar o carbono produzido por suas instalações de embalagem e transporte. Isso pode ser alcançado por meio de “ofertas de remessas neutras em carbono e soluções de embalagens sustentáveis”, bem como investimentos em energia renovável.

Notavelmente, a FedEx não disse que compraria compensações de carbono como uma forma de alcançar a neutralidade total, embora seu investimento no projeto de pesquisa da Universidade de Yale pudesse ser visto como tal. 

Além disso, a compra de compensações se tornou uma forma padrão para as montadoras e outras empresas amortizarem suas emissões de carbono. Assim, investindo em energia renovável ou em projetos de conservação que visam fortalecer a capacidade das florestas de armazenar carbono naturalmente. 

Mas há evidências crescentes de que as compensações não conseguiram desacelerar o aquecimento global e, em vez disso, deram às empresas licença para continuar poluindo.

A FedEx, com sede em Memphis, Tennessee, é a mais recente empresa gigante a fazer uma promessa específica de se tornar neutra em carbono. United , Delta e JetBlue disseram que eliminariam todas as suas emissões nas próximas décadas. E o Uber e o Lyft se comprometeram a se tornar neutros em carbono dentro de um prazo semelhante.

LEIA TAMBÉM: Após receber incentivo de R$1,15 bilhão, Loggi vai abrir 7 armazéns no Brasil em 2021

tag: carbon-neutral, Carros eletricos, FedEx, sem carbono, sustentavel,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *