Frederico Trajano afirma que Magazine Luiza se prepara para ser o Alibaba brasileiro

Segundo Frederico Trajano, o e-commerce e as aquisições da Magazine Luiza tem potencial para se tornar um sistema operacional completo do varejo, assim como o Alibaba.

Frederico Trajano afirma que Magazine Luiza se prepara para ser o Alibaba brasileiro
Imagem reprodução

A varejista Magazine Luiza divulgou os resultados do quarto trimestre de 2020 na segunda-feira, 8 de agosto, e resumiu os doze meses do ano.

No último período, as vendas totais com o mercado totalizaram R$ 14,9 bilhões, um aumento de 66%. No ano todo, foram 43,5 bilhões de reais, um aumento de 59,6%. O lucro líquido do trimestre aumentou 39,8%.

Para o crescimento do Magazine Luiza, o e-commerce foi fundamental. Principalmente, porque a pandemia fechou algumas lojas, o que fez a empresa ter um compromisso maior com a digitalização.

No último trimestre do ano, as vendas desse canal aumentaram 120,7%, para 9,5 bilhões de reais, respondendo por 63,8% das vendas totais.

“Temos a força do nosso e-commerce junto com todas as outras empresas que adquirimos para oferecer produtos e serviços de modo a ser um sistema operacional completo do varejo brasileiro aos moldes do que vemos no exterior com empresas como o Alibaba“, afirma Trajano para a EXAME.

Além disso, o e-commerce tem se tornado cada vez mais importante e já atingiu dois terços das vendas.

Magazine Luiza: Sistema Operacional Completo do Varejo

A empresa também aposta fortemente na aquisição de negócios com foco em tecnologia, publicidade e varejo para expandir a capacidade de vendas e cotações de produtos.

A aquisição mais recente é a aquisição da VipCommerce. Ela fornece tecnologia para mais de 100 redes de supermercados e possui 400 lojas em 18 estados brasileiros.

“A penetração da venda online de alimentos, bebidas e produtos de higiene do varejo brasileiro é de apenas 1% e há muito potencial de crescimento. O AiQFome, por exemplo, comprado por nós no ano passado faturou 1 bilhão de reais em 2020 num mercado de 196 bilhões de reais de alimentação fora de casa”, diz Trajano.

A empresa cresceu com foco na comercialização de outras categorias de produtos. Como, por exemplo, na comercialização de produtos de moda e beleza, por meio das marcas Época Cosméticos, Zattini e Netshoes.

Além disso, a Hubsales também pretende digitalizar o pólo industrial da moda para conectar os fabricantes diretamente ao consumo final através do marketplace.

LEIA TAMBÉM: Amazon doa R$ 5,3 milhões para Butantan construir fábrica de vacinas

tag: alibaba, fred trajano, frederico trajano, magazine luiza, varejo,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.