Heineken quer 50% de mulheres na liderança

O Grupo Heineken no Brasil quer acelerar sua agenda interna de igualdade de gênero. A meta é até 2026.

Heineken quer 50% de mulheres na liderança
Imagem Reprodução

Com base em seus objetivos de diversidade e inclusão, O Grupo Heineken no Brasil prometeu ter 50% das mulheres em cargos de liderança até 2026.

A Heineken reconhece que o setor cervejeiro é predominantemente masculino, por isso, a empresa assumiu o compromisso que irá transformar o futuro da negócio.

Dessa forma, para atingir esse objetivo, a Heineken tem cooperado com as mulheres que já atuam na empresa em diversas áreas. Já que, as colaboradoras realizam um mapas de sucessão e planos de desenvolvimento pessoal que fornecem orientações e treinamentos.

Além disso, o grupo pretende aumentar o número de mulheres contratadas. Já que, o princípio norteador da empresa é buscar 50% das finalistas do gênero feminino nos processos seletivos.

Heineken: Ambiente Organizacional Inclusivo

Raquel Zagui, VP de RH da organização, também afirmou que a empresa deve realizar mudanças culturais para garantir uma verdadeira igualdade de gênero. Para tanto, foi estabelecido um grupo interno de afinidade, com a participação voluntária de colaboradores de diversas áreas.

“Precisamos atrair mulheres para todas as áreas, inclusive as que possuem um estereótipo masculino que precisa ser definitivamente quebrado. Temos que nos desafiar, assumir compromissos que direcionem a mudança por meio de ações concretas e o nosso é buscar a igualdade na representatividade das mulheres tomando as principais decisões do nosso negócio e respeitando suas individualidades e objetivos pessoais”.

O presidente da cervejaria , Mauricio Giamellaro, destacou que este compromisso representa uma ambição de mudar a realidade do Grupo Heineken e do mercado nacional de cervejas.

“Nosso setor sempre foi visto como um ambiente masculino, percepção que tem mudado com o passar do tempo, mas que ainda precisa de uma agenda de aceleração. Temos um grande desafio pela frente, com uma meta ousada, mas acreditamos muito nessa causa e no quanto ela é positiva para a sociedade e para o negócio. Sem diversidade dificilmente conseguiremos ir mais longe”, destaca o presidente.

LEIA TAMBÉM: Segmento de Crédito Rural tem crescimento de 18% e é ótima opção para empreender

tag: heineken, liderança feminina, processo seletivo, setor cervejeiro,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.