Inteligência Artificial já havia previsto surto do coronavírus

O surto do coronavírus não é uma novidade, pelo menos não para a startup canadense de tecnologia BlueDot. A empresa previu a chegada da doença em locais como Bangkok (Tailândia), Seul (Coreia do Sul), Taipei (Taiwan) e Tóquio (Japão) nove dias antes da Organização Mundial da Saúde (OMS) oficializar o alerta.

A startup chegou ao resultado com base em um fator: a emissão de passagens aéreas, que fez com que o coronavírus viajasse pela Ásia.

Criada em 2013 pelo infectologista Kamran Khan, que em 2003 trabalhou em hospitais durante o surto de SARS, a startup BlueDot tem 40 funcionários e investimentos que totalizam 9,4 milhões de dólares.

Nesta manhã, Hong Kong anunciou que já tem a primeira vacina contra o coronavírus, mas que ela ainda precisa passar por um longo período de testes em animais e, posteriormente, em humanos.

Idealizada e desenvolvida pelo microbiologista e médico Yuen Kwok-yung – que também é diretor do centro de doenças infecciosas da Universidade de Hong Kong – declarou que a vacina pode levar meses e até um ano para ser testada em humanos.

As informações são da reportagem do jornal South China Morning Post.

Foto: G1

LEIA TAMBÉM:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *