Jovem fatura R$ 6 milhões ao criar picolé customizado pelo cliente

Amanda Tonon, fundadora da Kekala Custom Picolé, já faturou R$ 6 milhões com franquias que vendem picolé recheado

 Jovem fatura R$ 6 milhões ao criar picolé customizado pelo cliente

A rede de franquias, criada pela empresária Amanda Tonon, 22 anos, já possui 18 unidades negociadas. Além disso, no ano passado, mesmo com essa pandemia, a rede conseguiu faturar 6 milhões de reais.

A ideia da empresa Kekala Custom Picolé é oferecer picolés feitos no local e recheados com ingredientes selecionados pelos clientes.

A sugestão da marca é que os consumidores possam personalizar totalmente picolés. Por um preço unitário de 15 reais, além de escolher o sabor da base, o cliente também pode personalizar o sabor e a cobertura. Assim, de acordo com Kekala Custom Picolé, pode haver 300 combinações diferentes. Dessa forma, depois de escolher o sabor, o cliente rastreia todo o processo de produção através de uma vitrine.

A Kekala Custom Picolé se preocupa em oferecer uma experiência positiva para cliente, principalmente como forma de divulgação da marca.

“É a evolução do boca a boca, nossa estratégia é o conceito de ‘member get member’.” 

A empresária, Amanda Tonon, optou por verticalizar seu negócio desde o início, para que tudo fosse feito em sua própria fábrica. Ela estima que, desde sua criação, em 2019, já investiu cerca de 9 milhões de reais na marca.

Planejamento do Kekala Custom Picolé

Em 2017 foi o início do planejamento da empresa Kekala Custom Picolé. Ele incluiu a estruturação do negócio, desenvolvimento, procura por maquinário especilizado e a etapa de busca por crédito em bancos e financeiras, que representa o maior desafio no percurso empresarial.

 “Existe um certo preconceito no mercado em relação aos empreendedores jovens. Eu quase desisti, mas resolvi não aceitar essa injustiça do mercado”, explica em entrevista a Revista Pequenos Negócios

Por fim, ao obter os recursos necessários dos investidores de sua família, Tonon inaugurou em 2019 o primeiro quiosque da marca no Shopping SP Market.

“Todo o processo foi estudado desde 2018 para ser franquia, sempre foi pensado, trabalhado e estruturado para isso. Hoje temos 18 unidades fechadas e mais de 30 negociações em andamento.”

Um dos últimos quiosques da marca Kekala Custom Picolé, inaugurado em dezembro de 2020, foi o Riviera de São Lourenço, em Bertioga, no litoral de São Paulo, que aumentou ainda mais a participação da marca nas redes sociais.

“Foi um sucesso absoluto, de se formar filas enormes para comprar o sorvete. Foram mais de 400 picolés vendidos por dia e um faturamento total na casa de R$ 180 mil.”

A exemplo de outras empresas do mercado de sorvetes, Tonon disse que também está se preparando para a estação fria, e não há muitas empresas nos meses de maior movimento dos meses de maior movimento.

Assim, até o final de 2021, a Kekala Custom Picolé pretende operar 90 unidades. O investimento inicial na franquia é de R$ 129 mil. A empresa pode trabalhar com quiosques de informações de dois tamanhos, de três a sete metros quadrados.

LEIA TAMBÉM: Rappi e iPlace querem entregar produtos da Apple em até 45 minutos

tag: alimentação, comida, franquia de picolé, franquias, Kekala Custom Picolé, picolé,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.