Mais de US$ 38 bilhões em vendas foi o resultado do Alibaba no Dia dos Solteiros

A “Black Friday chinesa” rendeu tanto para o Alibaba, quanto para a economia

Ontem, 11 de novembro, foi o Dia dos Solteiros, data instituída pela China como um dia inteiro com promoções e ofertas imperdíveis. Tanto que, em uma hora, o Alibaba já havia vendido o equivalente a US$ 13 bilhões.

Desde 2009, o dia é celebrado pelos e-commerces chineses. Mas, dez anos depois, a empresa bateu seu recorde em vendas. Em 24 horas de ofertas, o Alibaba vendeu mais US$ 38 bilhões. Um detalhe: esse valor é referente apenas à plataforma da China, o Tmall. Se somar com os valores de plataformas internacionais (como a Aliexpress no Brasil), a receita irá aumentar – e muito.

Os dados mostram que, em comparação com o ano passado, o 11/11 foi 26% mais rentável. Isso prova que o Dia dos Solteiros (ou Double 11, como foi batizado) está se tornando cada vez maior que a Black Friday.

Entre as marcas que estavam no catálogo do Alibaba, Apple, Xiaomi e Huawei foram as mais procuradas quando o quesito era eletrônicos. Além delas, na parte de roupas e acessórios, L’Óreal, Nike e Adidas. Inclusive, elas estão na lista de marcas que atingiram RMB 1 bilhão (US$ 143 milhões) em vendas.

Japão, EUA, Coreia do Sul, Austrália e Alemanha foram os países que mais venderam para os chineses no Alibaba, que marcou mais de 1,3 bilhão de ordens de entrega em todas as regiões da China. O tamanho do Double 11 é equivalente ao tamanho dos seus recordes: em 14 segundos, a Alibaba vendeu RMB 1 bilhão (US$ 143 milhões) em produtos. No ano passado, esta marca foi atingida em 21 segundos.

LEIA TAMBÉM:

tag: alibaba, aliexpress, atacado e varejo, comercio chines, comércio chines7, double 11, vendas online,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.