Mais digitais, pequenos negócios têm Páscoa melhor que no ano passado

Em 2020, por conta da pandemia, as vendas da indústria de chocolates caíram 33% durante a Páscoa

Mais digitais, pequenos negócios têm Páscoa melhor que no ano passado
(Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Durante a segunda Páscoa na pandemia do coronavírus, espera-se que pequenas empresas de confeitaria e chocolate obtenham resultados melhores em 2021.

Segundo dados da empresa de análise de crédito Boa Vista, a Páscoa de 2020, as vendas de chocolates caíram 33% em relação ao ano de 2019.

Se os empresários ficaram surpresos com o fechamento do comércio menos de 20 dias antes da data mais importante do setor naquele ano, em 2021 eles se acostumaram a se comunicar com os clientes por meio de redes sociais e vender pela Internet.

As pequenas empresas começaram a se adaptar às mudanças nos hábitos de consumo dos clientes. Antigamente, as procuras de muitos clientes eram de encomendas de aniversários, chás e casamentos. Assim, depois da pandemia, passaram a ser doces para consumo pessoal ou familiar.

Além disso, o modelo de entrega também precisou ser modificado. Uma vez que, muitos clientes preferem receber em casa ao invés de retirar na padaria. No entanto, até então 43% dos empresários ainda não usavam o método de entrega.

Páscoa de 2021

Além disso, no geral, a Associação Brasileira de Supermercados prevê que a Páscoa em 2021 será de 10% a 15% maior do que no ano passado.

Ademais, para a Páscoa, os analistas do Sebrae estão voltados principalmente para as micro e pequenas empresas. Já que, estão apostando em um faturamento semelhante ao do ano passado, pois grandes players conquistaram mais espaço de mercado nos últimos doze meses.

 “Muitas confeiteiras não tinham nem Instagram profissional. Em duas semanas, trabalhando loucamente, elas conseguiram construir e distribuir catálogos online, garantindo pelo menos um mínimo de vendas”, diz Mayra Viana, analista de competitividade do Sebrae no setor de alimentação.

“Os empreendedores estão confiantes, já sabem o que funciona e o que não funciona para vender online”, diz Viana.

LEIA MAIS: Na disputa por agilidade, Amazon anuncia entregas no mesmo dia da compra

tag: economia na pascoa, ovos de pascoa, Páscoa, vendas, vendas na Páscoa, vendas online,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.