Número de mercados que entram em plataforma do iFood cresce 134% em 1 ano

O isolamento social fez com que o a plataforma de mercados do iFood aumentasse o número de novos parceiros e que o time de funcionários crescesse.

Número de mercados que entram em plataforma do iFood cresce 134% em 1 ano
REPRODUÇÃO

Entre abril de 2020 e abril deste ano, o número de lojas que começaram a vender na plataforma da iFood aumentou 134%. Da mesma forma, o número de usuários aumentou 52% no mesmo período, enquanto o GMV (todas as lojas que somam o volume total de vendas do mês) aumentou 56%.

O SiteMercado, startup do grupo Movile, também registrou um aumento significativo nesses índices no primeiro trimestre deste ano. Principalmente, devido as restrições em várias cidades do Brasil em março.

No levantamento do primeiro trimestre, o número de novos usuários do do SiteMercado aumentou 247%. Além disso, o aumento no número de pedidos foi de 91% e o volume de vendas cresceu 82%.

“Os varejistas estão atualizados com as mudanças que estão ocorrendo no mundo e perceberam que precisam entrar no digital para continuarem entregando um serviço de qualidade, ou até mesmo de qualidade superior, além de continuar competitivo. Este era um processo que já estava ocorrendo, mas a pandemia acelerou esta curva”

afirma o líder de Growth do SiteMercado, Victor Gamberini.

Crescimento do E-commerce Brasileiro

Além disso, esse movimento não se limita apenas aos supermercados. Os dados do índice MCC-ENET desenvolvidos pela Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital (camara-e.net) em cooperação com a Neotrust/Movimento Compre & Confie mostram que o comércio eletrônico no Brasil aumentou 73,88% em 2020.

Além disso, Patricia Graciely, chefe de produto do SiteMercado, disse que as empresas foram “forçadas” a impulsionar as transformações nos negócios. Assim, ajustando seu modelo de trabalho para manter as portas abertas e mudar para os padrões digitais.

 “As empresas que já vinham se preparando com o uso da tecnologia no seu dia a dia saíram na frente”, destaca.

Além de mudar os serviços do supermercado, a imagem do comprador também mudou. Por uma questão de segurança e comodidade, muitas pessoas trabalham em casa e começam a fazer compras nos supermercados por meio de plataformas como o SiteMercado, que agora oferece serviços por meio de aplicativos e sites.

A mudança de comportamento fez com que a plataforma de mercado iFood aumentasse o número de novos parceiros e aumentasse o número de colaboradores.

LEIA TAMBÉM: Netflix vs. Disney+: A guerra do streaming

tag: aplicativo, Aplicativos, entregas ifood, ifood, mercados, supermercados,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.