O Tinder quer que você realmente converse com as pessoas antes de combinar

O Tinder, plataforma de relacionamento, apresentou várias mudanças essa semana, com foco em atender melhor as necessidades de seus usuários.

O Tinder quer que você realmente converse com as pessoas antes de combinar
Reprodução

O Tinder está fazendo grandes atualizações em seu aplicativo esta semana, principalmente para dar aos usuários mais contexto sobre uma pessoa que possa virar um “match”. 

Surpreendentemente, o aplicativo está recebendo uma guia de exploração, semelhante ao Instagram, que permitirá que as pessoas encontrem diferentes maneiras de interagir e encontrar pares em potencial.

Na guia explorar, você encontrará atividades como Swipe Night, o jogo interativo do Tinder e um novo recurso chamado Hot Takes. 

 Hot Takes

Nesse modo, que ocorre todas as noites das 18h à meia-noite, os casais vão responder a perguntas como: “Qual destes é o mais pretensioso?” e então eles irão para uma sala de bate-papo. No entanto, se ninguém responder por 30 segundos, a sala irá desaparecer. 

Os participantes interessados podem combinar um próximo encontro a partir deste bate-papo.

Além disso, esta é a primeira vez que os casais serão capazes de falar antes de realmente se comprometerem com um encontro. Assim, a ideia é dar a eles algo para conversar e, portanto, avaliar a química real da conversa.

Ademais, os participantes também podem, na guia explorar, decidir percorrer as possíveis correspondências que compartilham suas “paixões” ou marcas que colocaram em seus perfis. 

Portanto, as pessoas podem, por exemplo, selecionar que desejam ver apenas as pessoas que são consideradas “caçadoras de emoção”, provavelmente porque listaram escalada e caminhadas como uma paixão.

A ideia, diz o CEO Jim Lanzone, é dar às pessoas mais controle quando elas desejam.

“Isso está apenas dando a você mais opções de maneiras de navegar pelas pessoas, e acho que você verá muito mais de nós por esse caminho também, colocando mais controle nas mãos das pessoas”

diz ele.

Daters sempre pode retornar ao modo usual do Tinder que mostra as pessoas fora desses parâmetros, observa Lanzone, mas isso, pela primeira vez, permite que eles configurem filtros de uma espécie, além da localização e idade, para o algoritmo do Tinder.

Vídeos Curtos no Perfil do Tinder

E, finalmente, o Tinder permitirá que as pessoas enviem vídeos como parte de seus perfis. Já que, a partir de agora, serão suportados até nove vídeos – a quantidade total de mídia permitida em um perfil, sendo cada um deles de até 15 segundos de duração. 

Lanzone descreve todas essas mudanças como “a primeira etapa para que o Tinder se torne mais uma plataforma do que apenas um aplicativo”. Não se trata de se tornar um “centro de entretenimento”, diz ele, mas sim de ajudar as pessoas a conhecer outras.

Dessa forma, de modo geral, todos esses recursos continuam a expandir os esforços do Tinder.

A plataforma busca se tornar mais do que apenas um aplicativo para julgar as pessoas com base em suas fotos. Ele está tentando dar aos clientes mais contexto, mais maneiras de iniciar uma conversa e mais motivos para usar o aplicativo. 

*Com informações do The Verge

LEIA TAMBÉM: Descomplica compra UniAmérica e quer ser a “intrusa” no meio de grupos educacionais

tag: aplicativo, Aplicativo de relacionamento, Plataforma, plataforma de relacionamento, Tinder,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.