Programadores largam emprego e investem em tecnologia para seguradoras

Sem dúvidas contratar uma seguradora para dar assistência quando há algum problema com seu veículo é uma facilidade que traz diversas vantagens. Mas, muitas vezes, quando você precisa realmente dela é que percebe o quanto o serviço é falho e longe da realidade vendida na assinatura do contrato. Pensando em facilitar este contato, os programadores Guillermo Reid e Rodrigo Caixeta criaram a WDEV, uma empresa focada em tecnologias para seguradoras e, logo nos primeiros quatro meses, viram o retorno em um faturamento de R$ 25 mil, que serviu para aplicar no próprio negócio. “Focamos no mobile, para que o próprio smartphone do segurado possa acionar a seguradora em um clique, através do GPS para informar localização e ao mesmo tempo fazer captura de imagens e vídeos em casos de acidentes. O aplicativo garante que todas as informações sejam passadas corretamente, diminuindo a quantidade de processos para o cliente e para a seguradora”, conta Guillermo.

WDEV guilhermo

Guillermo trabalhava como programador em seguradoras quando teve o insight do negócio. (Divulgação)

Através do aplicativo criado pela empresa, o cliente também pode solicitar serviços como troca de pneu, reboque e motorista auxiliar em apenas um toque e com a localização precisa de onde está. Nos casos de colisão, um sensor do dispositivo aciona central de atendimento da seguradora entra em contato com o motorista e, se ele não responder, o socorro é mobilizado imediatamente. Mas, a grande novidade é a vistoria mobile da seguradora, que reduz custos e evita fraudes. “Basta que o segurado faça o download do aplicativo em seu smartphone, envie as fotos e dados solicitados e aguarde o aceite da seguradora, que vem mais rapidamente desta forma do que na vistoria manual”, detalha.

No projeto de Guillermo e Rodrigo um outro processo determinante muda completamente: os critérios para cobrança do seguro. Entra um novo sistema, uma plataforma que avalia o condutor, monitorando e armazenando informações como velocidade, acelerações, frenagens e curvas e avalia a condução do veículo segurado, tornando a análise de risco mais precisa e, consequentemente, a precificação do seguro mais justa. Confira a entrevista de A Magia do Mundo dos Negócios com Guillermo Reid co-fundador e CEO da WDEV:

O que faziam antes do empreendimento?

Nós dois atuamos em grandes empresas brasileiras de Tecnologia da Informação (TI) como programadores por mais de 20 anos. Em seguida, eu trabalhei como executivo da área de desenvolvimento de software e sistemas para o ramo de seguros por mais sete anos. Durante este período, desenvolvemos grandes habilidades de desenvolvimento técnico em projetos de TI voltados para o mercado de seguros com amplo know-how nos mais diversos aspectos desse mercado.

 

Participamos e lideramos uma série de projetos ligados a sistemas orientados para inovações tecnológicas combinados a melhoria de eficiência operacional.

Então foi a partir desta experiência que surgiu a WDEV?
Desde a época em que lideramos o departamento de desenvolvimento de sistemas das maiores empresas de TI brasileiras, já vislumbramos conjuntamente a oportunidade de criar soluções tecnológicas que melhorassem os processos empresariais, gerando mais lucratividade, levando o mercado de seguros a novas experiências para o consumidor e aproximando as seguradoras de seus segurados. Até que, em 2009, demos este passo.

Qual é o diferencial de sua empresa?
Creditamos nosso sucesso a nossa política de qualidade, já que a WDEV baseia sua atuação em diversas metodologias para controle total do desenvolvimento dos sistemas. A empresa possui processos e sistemas internos de controle da qualidade para garantir as melhores entregas, no prazo desejado pelos seus clientes.

Também aos parceiros comerciais e tecnológicos, pois desenvolvemos estreito relacionamento com plataformas reconhecidas no mercado como exemplo a Wdev é um dos maiores parceiros da infraestrutura de nuvem pública da Amazon – AWS Services. Também praticamos os melhores padrões de desenvolvimento de software e processos internos sendo que nos próximos anos pretendemos aderir aos certificados que formalizam tais políticas.

Quantas pessoas estão envolvidas diretamente com a WDEV?
Atualmente a empresa possui escritórios no Rio de Janeiro e em São Paulo, são mais de 270 profissionais envolvidos em mais de 400 projetos de alta complexidade realizados com sucesso. Ao todo são usadas mais de 410 mil horas de desenvolvimento por ano e mais de 130 profissionais operando na sustentação desses sistemas. Por isso, estamos crescendo 60% ao ano.

Como encararam as dificuldades pelo caminho?
Não é possível empreender sem enfrentar adversidades. Mas nem por isso o empreendedor deve desistir. Empreender requer otimismo para os “nãos” ao longo do caminho. É preciso ser adaptativo, ágil, pensar fora da caixa. Em momento de crise como este é preciso focar os investimentos no que de fato importa , fazendo o mínimo possível para que o modelo de negócio gire.

Qual são os planos para o futuro?
Ser referência em tecnologia para todo o mercado de seguros, ser visto não apenas como fornecedor de tecnologia, mas sim como parte integrante do ciclo de vida deste ramo.

Qual sua mensagem para os empreendedores que estão começando?
Acredite na sua ideia, entenda seu mercado e público-alvo, se esforce (empreender não é fácil), selecione os melhores profissionais dentro do seu mercado de atuação, e entenda o patamar que você quer que seu negócio atinja.

tag: Guillermo Reid, inovação no mercado, programadores, Rodrigo Caixeta, seguros automotivos, tecnologia da informação, tecnologia para seguradoras, TI, Wdev,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.