Raízes, algas e insetos se transformam em comida a partir de impressão 3D

Para Thiago Palhares, fazer comida não tem limites. O empresário é fundador da 3D Super Food, startup que pega ingredientes um tanto quanto exóticos para produzir alimentos, por meio de impressão 3D.

Com impressão 3D, ele, juntamente com três especialistas em gastronomia – Anete Ferreira, Alexandre Trajman e Marluce Carvalho – “imprime” os alimentos a partir de raízes botânicas fitoterápicas brasileiras, algas e insetos como matéria prima.

Impressão 3D de comida
O empreendedor Thiago Palhares.

A ideia surgiu quando Palhares viu que a comida do futuro era benéfica para pessoas com certos problemas de saúde, como deglutição e disfagia. Antes, em entrevista à Época Negócios, ele contou que achava a impressão 3D de alimentos inútil.

“Ao longo de um ano, pesquisei formas, texturas e testei receitas. Queria que a comida impressa tivesse um propósito além da otimização de tempo. O objetivo principal sempre foi ajudar as pessoas”, diz Palhares. Se as previsões da ONU sobre o grande aumento de habitantes no mundo até 2050 estiverem corretas, o negócio do empresário pode ser uma parte da solução.

Seu primeiro alimento é um biscoito feito de inhame com polvilho, espinafre e farinha de grilo. Cada biscoito demora cinco minutos para ficar pronto. “Ainda é um tempo longo, mas temos um protótipo que vai melhorar a velocidade”, detalha o empreendedor. Depois eles são assados e servidos.

LEIA TAMBÉM:

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.