Relate Live: a importância de relacionamento com cliente

Com foco em relacionamentos entre empresas e clientes, a Zendesk, empresa especializada em software de atendimento ao cliente, promoveu o evento Relate Live no Hotel Unique em São Paulo, no mês de março, após passar por Nova York e Londres. O Relate Live, entre outros nomes, trouxe como destaque executivos da Zendesk, o prefeito de San Francisco (EUA), Edwin M. Lee, além de um dos maiores publicitários de todos os tempos, Washington Olivetto, da W/McCann.

Autoridade máxima da cidade de San Francisco, que integra o Vale do Silício, com milhares de empresas, o prefeito administra um dos maiores pólos tecnológicos do mundo. Edwin M. Lee confirmou a importância do relacionamento para as empresas e contou sobre sua participação no Latin American Program que visa esta comunicação entre os países da América Latina. “Priorizo a abertura de canais de comunicação todo o tempo. Uma vez na semana vou até alguma empresa e discuto sobre suas necessidades para com o município e o Poder Público. Nestes encontros percebi que as empresas querem mais do que dinheiro, mas também a qualidade de vida de colaboradores e família”, contou. O prefeito também citou que a cidade acaba sendo internacional, devido às inúmeras culturas presentes nas empresas. “Essa multicultura é muito importante para a comunicação com o cliente, inclusive existem muitas empresas que fornecem este tipo de serviço”, detalhou.

O Diretor de Soluções e Sucesso do Cliente para América Latina da Zendesk, Clayton da Silva ressaltou a importância da relação com os clientes, que se trata de uma vantagem competitiva estratégica, já que, quando o consumidor mantém um bom relacionamento com a empresa, ele se torna um fã, defensor e promotor da marca. “Não é nossa intenção trazer somente o software, mas uma mudança comportamental para as empresas. Queremos estimular este relacionamento entre empresa e cliente”, disse. Segundo ele, o usuário do milênio quer ter acesso à informação e atendimento personalizado, que é uma tendência mundo a fora. “Essa demanda faz com que as empresas se adaptem. Nos EUA a comunicação acontece geralmente via web, mais do que pelo telefone. O Brasil também vem por este caminho e daqui quatro anos estimo que 85% da comunicação seja feita online”, acrescentou. Para Clayton, o importante é que as empresas não enxerguem o atendimento ao cliente como despesa, mas como lucro, pois este cliente bem atendido volta a comprar.

Um dos palestrantes, o co-CEO da Easy Taxi, Dennis Wang, pôde confirmar a importância da atenção voltada ao cliente. “Os taxistas não eram bem vistos no Brasil. Após a popularização do aplicativo Easy Taxi, pude observar que poder opinar e recomendar os motoristas online, fez com que a confiança dos clientes aumentasse”, declarou.

Quanto à tendência online de atendimento, a gerente de estratégia do Pipedrive, plataforma para gerenciar vendas, Bruna de Guimarães Rocha, contou que instalada na Estônia, a empresa observa a digitalização de processos, onde até mesmo o voto acontece online. “A partir da experiência em vendas, os fundadores do Pipedrive criaram um funil de vendas, que atende desde a primeira etapa do negócio até ao contrato finalizado. O Brasil é nosso segundo maior mercado e observamos seu interesse no crescimento nesta área”, afirmou.

Muito além da publicidade
Considerado um dos maiores publicitários do mundo, Washington Olivetto, da W/McCann, explicou ao público que seu negócio deu certo quando entendeu a importância do atendimento ao cliente. Prova disso, foi a duração de 35 anos das propagandas Bombril, que além de inovar o mercado, trazendo um homem como garoto-propaganda, garantiu a presença de Carlos Moreno a frente da marca por mais de três décadas. “Em uma jogada de marketing nós simulamos a demissão de Moreno e colocamos outro no lugar. O cliente mostrou que era fiel e pediu a volta dele, que retornou pouco tempo depois”, lembrou. Outro comercial de sua agência também virou ícone com a frase “O primeiro sutiã a gente nunca esquece”, fruto de uma campanha da marca de roupas íntimas Valisere.

O publicitário também contou que prioriza a sinceridade com os clientes, que sempre devem saber da verdade. “Assumir uma falha gera proximidade”, lembrou. A valorização do relacionamento com o colaborador também fez parte de seu sucesso. “Criamos o troféu interno chamado ‘eu sou bom pra cacete’, que premia desde a faxineira até cargos mais altos. Isso os estimula a fazer um bom trabalho, independente da área de atuação”, revelou.

Olivetto também lembrou dos tempos em que era funcionário em outras empresas. Ele apontou que sempre foi um colaborador que se assumia na posição de dono da empresa e isso fazia com que sempre tomasse atitudes certeiras e humildes perante cliente e equipe. “Sempre digo que é melhor ser coautor de coisas brilhantes, do que um brilhante solitário”, concluiu.

tag: atendimento ao cliente, bombril, easy taxi, Edwin M. Lee, networking, pipedrive, relacionamento com cliente, relate live, San Francisco, vale do silicio, valisere, W/McCann, washington olivetto, zendesk,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.