Richard Branson é primeiro bilionário a chegar ao espaço a bordo de nave própria

O bilionário Richard Branson, fundador da Virgin, supera Elon Musk e Jeff Bezos e viaja ao espaço na manhã deste domingo (11).

Richard Branson é primeiro bilionário a chegar ao espaço a bordo de nave própria
Reprodução

Richard Branson está se preparando para seu primeiro vôo ao espaço na espaçonave VSS Unity (Virgin Spaceship Unity). Embora esta seja a quarta missão tripulada da empresa, a viagem chamada Unity 22 desta vez é decisiva porque é a primeira missão de equipe completa.

Além disso, este também é um marco na corrida espacial entre a Grã-Bretanha e os bilionários Elon Musk e Jeff Bezos.

“Minha declaração de missão é transformar o sonho da viagem espacial em realidade – para meus netos, para seus netos, para todos.” 

Depois de um rápido encontro com Musk, Branson chegou ao espaçoporto dos EUA de bicicleta, que foi o ponto de partida do voo pelo deserto no Novo México, nos Estados Unidos, registrado em foto postada pelo fundador da Virgin no Facebook. A transmissão ao vivo da decolagem está marcada para as 11h30 da manhã.

“O pouso do homem na lua foi catalítico para mim. Desde então pensava que um dia eu e muitas pessoas jovens poderiam viajar ao espaço. Esperei e o momento nunca veio. Isso me fez pensar, e então decidi registrar o nome Virgin Galactic Airways

afirmou Branson em vídeo da transmissão ao vivo. 

Unit 22

Durante o vôo, as imagens da Unidade VSS foram transmitidas, mas havia defeitos. Porém, Branson estava muito animado, parabenizou sua equipe, e disse que esta foi a melhor experiência de sua vida.

Ao contrário do vôo da Apollo 11 que enviou humanos à lua em 1969, a espaçonave de Branson foi carregada por uma nave-mãe VMS a uma altitude de 45.000 pés.

Além disso, após atingir a altitude, a tripulação começou a disparar VSS Unity no espaço até atingir uma altitude de 88,5 quilômetros, momento em que Branson e a outra tripulação experimentaram quatro minutos de microgravidade

O vôo completo, desde a decolagem da Unidade VSS no aeroporto até o pouso, leva cerca de 90 minutos. Dois dias antes do evento, Blue Origin, empresa astronáutica de Bezos, postou um tweet zombando da viagem de Branson.

“Apenas 4% do mundo reconhece um limite inferior de 80 km ou 50 milhas como o início do espaço. New Shepard [a espaçonave de Bezos] voa acima de ambos os limites. Um dos muitos benefícios de voar com a Blue Origin”.

Depois de retornar à Terra, Branson recebeu o crachá oficial de astronauta da Administração Federal de Aviação e declarou: “Honestamente, nada pode te preparar para a experiência de ver o espaço. Foi mágico! Ainda estou absorvendo tudo, é surreal.”

Virgin Galactic

Fundada em 2004, a Virgin Galactic foi pioneira na ideia de desenvolver espaçonaves comerciais para turistas. Sua expectativa inicial era fazer a primeira viagem no final de 2009, mas o primeiro vôo suborbital da VSS Unity só ocorreu em 2018.

Agora, com a saída de uma equipe completa, a realidade das viagens espaciais dos turistas está cada vez mais próxima da realidade.

Atualmente, estima-se que a tarifa de um vôo de 90 minutos da Virgin Galactic gire em torno de 1,3 milhão de reais. Essa ideia ousada pode trazer lucros astronômicos para Branson, abrindo uma nova era de turismo e história, mas ainda não tem retorno.

Desde o início de 2017, a empresa fundada pelos ingleses perdeu US $ 889,9 milhões. Além disso, Branson ocupava a 589ª posição no ranking de bilionários da Forbes, com fortuna estimada em US$ 5,9 bilhões.

*Com informações da Forbes

LEIA MAIS: Eduardo Saverin ultrapassa Jorge Lemann e se torna brasileiro mais rico do mundo

tag: bilionários, elon musk, jeff bezos, richard branson, Unit 22, viagem ao espaço, viagem espacial, Virgin Galactic Airways, VSS Unity,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *