Smart Fit vai abrir uma academia a cada 36 horas

Mercado

fev 7, 2020

0
Rede inaugura sua primeira unidade na América Central

A rede de academias Smart Fit está com uma proposta ousada. Recentemente, ela anunciou que irá abrir um novo ponto a cada 36 horas em 2020. Estreando em El Salvador, seu 12º mercado, a rede tem um total de 797 academias na América Latina, incluindo o Brasil.

Agora, com a inauguração no primeiro país da América Central, o intuito é que, até o final do ano, estejam abertas mais 238 unidades e chegar ao total de 1.035. “O nosso foco continua sendo os maiores países da região, mas temos capacidade financeira para olhar os países menores e fazer apostas menores”, diz Edgard Corona, presidente e fundador da Smart Fit.

A Smart Fit pretende desembolsar mais de 1 bilhão de reais em investimentos, já que o custo para cada unidade fica cerca de 4 milhões de reais. No Brasil, a rede possui 416 academias, no México são 164, na Colômbia 81, e no Chile são 30.

Há, ao menos, três fatores que fazem com que a Smart Fit seja um peso pesado quando o assunto é dinheiro em caixa. O primeiro deles foi em outubro, quando a rede fechou acordo de aumento de capital de 500 milhões de reais com fundos geridos pelo grupo Pátria, o seu principal acionista; o segundo foi a aquisição – por 1 bilhão de reais – de 12,4% da empresa pelo fundo canadense CPPIB. Já o terceiro vem em função de emissões de títulos de dívida, que está levantando bilhões para a rede.

Agora, uma das metas é entrar na vice-liderança no ranking da International Health Racquet & Sportsclub Association (IHRSA), onde ocupa o terceiro lugar atualmente. Se conseguir, vai ultrapassar a holandesa Basic-Fit. O primeiro lugar é da norte-americana LA Fitness.

Mas, além das academias, a Smart Fit está focando em outros segmentos de atividades físicas, para aumentar seu faturamento. Estúdios independentes como Race Bootcamp, Jab House, de luta e funcional, e Vydia, de ioga, são fontes mais rentáveis para a rede, já que as aulas são cobradas de maneira avulsa.

Além desses espaços, que estão crescendo cada vez mais, o serviço de benefícios corporativos Total Pass, inspirada na Gympass.

Apesar do crescimento, a Smart Fit não teve uma boa performance nos nove primeiros meses de 2019, com um prejuízo de 61 milhões de reais. Apesar disso, seu fundador segue sem preocupações. “Quando se foca em investir para crescer, sempre gera prejuízo. Nós, no entanto, temos investidores olhando para o longo prazo”, ressalta Corona.

LEIA TAMBÉM:

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.