Startup Loft se torna o 11º unicórnio brasileiro

O seu nascimento foi em 2018, mas, em menos de dois anos de operação, a startup brasileira de compra e venda de imóveis, Loft, ganhou o posto de 11º unicórnio brasileiro – e o mais rápido da história.

Recentemente, a empresa recebeu um novo aporte de 175 milhões de dólares dos fundos Andreessen Horowitz, Fifth Wall Ventures e Vulcan Capital. Com isso, ela conquistou o valor de mercado de 1 bilhão de dólares em apenas 16 meses de operação.

Surgimento

Apesar de nascer no Brasil, seus idealizadores e fundadores são estrangeiros. O alemão Florian Hagenbuch, 32 anos, e o húngaro Mate Pencz, 33 anos, montaram a segunda empreitada em terras brasileiras em 2018 – a primeira foi a gráfica online Printi, que surgiu em 2012 e foi vendida em 2017.

A Loft compra imóveis usados, reforma em parceria com empreiteiros e depois coloca à venda novamente com um valor 45% maior do que o original.

“A estratégia da startup foi, em primeiro lugar, estabelecer nossa marca em uma região, para demonstrar que nosso modelo funcionava de ponta a ponta, mesmo em um mercado tão complexo”, diz Mate Pencz sobre o início de suas operações, que se restringiam a bairros luxuosos da capital paulista, como Jardim América, Jardim Paulista, Itaim Bibi e Vila Nova Conceição, com propriedades no valor de cerca de R$ 1 milhão.

Agora, o novo unicórnio brasileiro pretende usar esse aporte para seus projetos de expansão. Em terras brasileiras, a Loft pretende aumentar sua presença em São Paulo (chegando às regiões do Bela Vista e Zona Leste), e inaugurar seus serviços em Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Porto Alegre e Rio de Janeiro.

No âmbito internacional, a startup também tem planos. Para o primeiro semestre de 2020, a empresa vai levar suas operações no México.

“Eles já empreenderam antes e tiveram uma saída bem-sucedida. Os dois unem uma visão global com um poder de execução brasileiro”, declarou Rafael Costa, sócio da Vulcan Capital responsável pela negociação com a startup, sobre os fundadores e a Loft.

***Com informações da Época Negócios

LEIA TAMBÉM:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *