Unilever remove o termo “normal” de produtos de beleza para ser mais inclusiva

A Unilever anuncia Movimento Global Beleza Positiva. O objetivo é promover mudanças positivas para as pessoas e para o planeta. A partir de novas visões e estratégias para as categorias de beleza, higiene e cuidados pessoais.

Unilever remove o termo normal de produtos de beleza para ser mais inclusiva
Unilever remove o termo normal de produtos de beleza para ser mais inclusiva

A Unilever, gigante dos bens de consumo, anunciou na terça-feira (9) que não usará mais o termo para descrever certas propriedades físicas nas embalagens de produtos de higiene pessoal. Principalmente, em desodorantes Rexona e o xampus Seda.

A mudança ocorreu devido a uma pesquisa global sobre as experiências das pessoas na indústria da beleza. O estudo revela que usar ‘normal’ para descrever o cabelo ou a pele faz com que a maioria das pessoas se sinta excluída.

A Unilever (UL) é um dos maiores fornecedores de varejo do mundo, com 2,5 bilhões de clientes em mais de 190 países.

Em um comunicado, a Unilever disse que um estudo recente que encomendou e conduziu descobriu que “sete em cada dez [entrevistados] concordam que usar a palavra ‘normal’ na embalagem e na publicidade de produtos tem um impacto negativo. – isso sobe para oito em dez”. 

Mais da metade dos entrevistados também disse que eles agora prestam mais atenção à postura da empresa em questões sociais antes de comprar produtos.

“Com um bilhão de pessoas usando nossos produtos de beleza e cuidados pessoais todos os dias, e ainda mais vendo nossa publicidade, nossas marcas têm o poder de fazer uma diferença real na vida das pessoas”, disse Sunny Jain, presidente de beleza e cuidados pessoais da Unilever em declaração da empresa.

“Sabemos que remover o ‘normal’ de nossos produtos e embalagens não resolverá o problema sozinho, mas é um passo importante à frente.”

Por conta própria, ainda tem mais trabalho a fazer.

A Unilever também disse que não iria mais “alterar digitalmente a forma corporal, o tamanho, a proporção ou a cor da pele de uma pessoa em seus anúncios de marca e aumentará o número de anúncios retratando pessoas de diversos grupos que estão sub-representados”.

Unilever e a Diversidade

Empresas em todo o mundo estão constantemente mudando suas marcas para responder às necessidades dos clientes a fim de serem mais inclusivas.

No ano passado, muitas empresas renomearam ou renomearam seus produtos, incluindo a marca Quaker Oats nos Estados Unidos e a marca Nestlé na Austrália.

No ano passado, sua subsidiária indiana Hindustan Unilever removeu a palavra “Fair” da marca de cuidados com a pele “Fair & Lovely” após receber reclamações.

A empresa admitiu em um comunicado na época que enfatizou o slogan “justiça, clareamento e benefícios de clareamento da pele” na comercialização de seus produtos. No entanto, atualmente a marca se chama “Glow & Lovely”.

Além disso, concorrentes, incluindo L’Oréal e Johnson & Johnson, também disseram que, por motivos semelhantes, eles renomearão ou encerrarão certas marcas de cuidados com a pele na Índia.

Nos últimos anos, a Unilever tem se esforçado para diversificar sua linha de produtos. Já que, a marca tem buscado estabelecer parcerias com empresas administradas por minorias étnicas.

Por exemplo, em 2017, a empresa ganhou as manchetes por sua aquisição da Sundial Brands e outras marcas populares de cuidados com a pele e cabelo.

LEIA TAMBÉM: Totvs compra RD Station por R$ 1,8 bilhão

tag: diversidade, inclusão, Movimento Global Beleza Positiva, normal, unilever,

avatar

Marcus Bernardes Fundador

A Magia do Mundo dos Negócios – 2013

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.